A profissão mais promissora para 2021 no E-sports – Streamer

Se você é aquele que joga no smartphone despretensiosamente como um hobbie nas suas horas vagas, ou quem sabe até aquele que separa horas do dia para jogar profissionalmente pertencem ao mesmo bonde: a dos gamers. Seja no celular, no desktop, no tablet ou PC existem cerca de 2,3 bilhões de gamers pelo mundo. Ah, e trago ótimas notícias, de acordo com um relatório da NewZoo, empresa de análise de games e e-sports (sigla de esportes eletrônicos), a expectativa é que esse mercado alcance U$$180 bilhões em receita para 2021.

Além de campeonatos mundiais bilionários, uma nova indústria deriva do e-sports – a de streaming de games. Mesmo antes da pandemia que se iniciou em 2020 , esse nicho já vinha crescendo rapidamente à medida que o entretenimento continuava a se inclinar cada vez mais para o digital, mas com a permanência em casa, isso acelerou ainda mais a mudança.

Dados do site: Newzoo
Dados do site: Newzoo

São usadas plataformas como Twitch, Facebook Gaming, Youtube, Nimo TV, entre outras, para que jogadores sejam assistidos em partidas em tempo real. Muitas vezes a habilidade deixa de ser o mais importante, diferente de jogadores competitivos, e os gamers vão ganhando fãs devido ao carisma e interação. Os streamers não necessariamente são jogadores profissionais ou participam de campeonatos, mas engajam pessoas que passam a agradecê-los pelo trabalho. Há relatos de espectadores que estavam em um péssimo dia mas ao assistir a uma live de alguém (transmissão online de jogos) seu dia melhorou, e é a partir dai que normalmente os espectadores se inscrevem, ou se tornam “subs”, do canal desse streamer e realizam doações em dinheiro que, no acumulado com outras ações, podem se transformar em um salário, desses que estamos acostumados a receber todo mês.

Com todas as transformações que sofremos esse ano de 2020, essa é uma das profissões mais promissoras para 2021.

Além de ganhos dentro da plataforma na qual o streamer realiza suas transmissões, muitas empresas já estão com os olhares voltados nesses profissionais em busca de publicidade a fim de alcançar o público Z e millenial. Esse ano, a expectativa é que mais empresas percebam o valor no público de esportes eletrônicos e passe a investir mais em streamers e produtores de conteúdo de games. Ainda não estamos liberados a realizar eventos presenciais, como campeonatos por exemplo, mas tudo bem nos vemos online, bora?

Conheça a Potenza GG: